martedì 1 maggio 2018

REVISTA DIGITAL FUMETTI - NÚMERO 5 - DE THADEU FAYAD


REVISTA DIGITAL FUMETTI # 5 - DE Thadeu Fayad, com ótimas matérias, capa de Anilton Freires, inclusive il Piccolo Ranger e uma entrevista com o genial Pasquale Frisenda!!

venerdì 30 marzo 2018

GRINGO - VOLUME 1 - RED DRAGON PUBLISHER/BOOKS





                                        

                                                    TEASER DE THADEU FAYAD






EU NÃO ESCREVO, PARA CRIAR HERÓIS...ARRIBA GRINGO EM LIVROS 
FICÇÃO BRASILEIRA/HISTÓRICA!!

Saído das cinzas de uma guerra civil, um mestiço leva consigo as marcas de um passado sangrento. A morte o rejeitou, mas ainda pode levá-lo a qualquer momento. E isso significa enfrentar a crueldade, o ódio, a vingança e os fantasmas da mente. Porém não procura desforras ou redenção; somente e simplesmente sobreviver. Acompanhe GRINGO um cavaleiro solitário, enquanto ele está vivo. Os tradicionais heróis do Wild Old West, estão sempre prontos a enfrentarem seus inimigos, respeitando as regras de um jogo leal. GRINGO não. Ele não é esse tipo de herói idealizado; absolutamente, o cabeludo, rompe totalmente, com a mesmice. Um verdadeiro spaghetti western brasileiro em livros. Um mestiço sem nome...arriba...GRINGO!!


GRINGO - VOLUME 1 

- MORTE MESTIÇA

- BANDOLEROS

- HOSSO INJUNS

- AÇO DAS BAIONETAS


Ficha Técnica

Volume: 1 (de 4)
Gênero: Faroeste, Western, Spaghetti Western
ISBN: 978-85-69097-28-0

Ficção Brasileira/Histórica
Páginas: 284
Edição: 1 (Maio, 2018)
Formato: 15x23cm
Acabamento: Brochura com orelhas
Tipo de papel: Cartão 250g (capa), Polen 80g (miolo)


GRINGO - VOLUME I

1 - MORTE MESTIÇA
O clássico e idealizado herói do faroeste, normalmente é: respeitoso com as mulheres, cortês com os humildes, hábil e preparado para combater seus inimigos, sempre respeitando as regras de um jogo leal e, sobretudo, é um vencedor. GRINGO não. Ele não é absolutamente este tipo de personagem estereotipado, principalmente quando encontra, o seu irmão brutalmente assassinado. O bizarro mestiço cabeludo é somente um homem comum, sem futuro, mas é um típico produto de Guerra e agora está deveras violento, não tendo mais nada a perder, só a ganhar; no presente, em qualquer instante, em algum lugar, cavalgando pelo Velho Oeste, sua morte esperada, num período rude, onde o heroísmo nunca existiu. Conheça-o melhor, a partir deste capítulo e comece a desvendar a sua verdadeira e complexa personalidade, através desta série em livros, original e única.

2 - BANDOLEROS
Ao sul da fronteira Mexicana, os homens vivem miseravelmente e morrem geralmente, por morte violenta. Com dez dólares Americanos, uma família vive por semanas. Dez mil dólares Americanos é uma verdadeira visão do Éden terrestre. Muitos cortariam a garganta da própria avó, por uma quantia similar. GRINGO e sua arma secreta conhecem bem este segredo. El Turco e seus bandoleros sabem que ele também, está a par da situação. Daí então, a sombra da desgraça projeta-se sinistramente, sobre todos os seus protagonistas, implacavelmente.

3 - HOSSO INJUNS
Estamos em 1866, estado do Arizona, em um minúsculo vilarejo chamado Rainbow. Num pequeno forte, uma guarnição de Cavalaria. Lá está também GRINGO e um delicado Sir Inglês, jogador profissional. E não muito distante deste local, estão Cochise e seus valorosos e temíveis guerreiros Apaches, portanto muitas coisas estarrecedoras e inesperadas acontecem, neste local pitoresco e desolado do cenário selvagem Americano.

4 - AÇO DAS BAIONETAS

A trágica Guerra Civil Americana, joga irmão contra irmão, o pai contra o filho. Abrutalha os homens e as mulheres, reduzindo-os ao nível animalesco, mais feroz. Acostumando os indivíduos às torturas, aos roubos, aos homicídios. Assim, em homens como GRINGO, emerge como uma doença avassaladora, contagiosa e eterna; o sutil prazer de matar. 

Wilson Vieira colabora mensalmente, desde 2013, com o site Italiano: DIME WEB (QUADERNI BONELLIANI) Cadernos Bonellianos, dos amigos, Francesco Manetti e Saverio Ceri, escrevendo ensaios mensais, sobre a História do Oeste Americano, para os incontáveis fãs Bonellianos, ou não. Expressando assim, o seu apreço e profundos estudos históricos, pelo tema Western e tudo que o envolve, numa intrincada combinação de; dados, nomes, biografias, locais, acontecimentos e suas respectivas datas e fatos.

RICETTA PER GLI SPAGHETTI WESTERN ALLA VIEIRA

Wilson Vieira ha salvato e portato nel suo bagaglio personale, ritornando nel suo Paese, il Brasile, dopo sette anni passati in Italia a studiare e lavorare nel Staff di IF di Gianni Bono, anche una ben selezionata creatività culinaria, e qualche altra abitudine stimolante, intrigante e indimenticabile acquisita negli affollati cinema italiani, dei quali è stato un attento, assiduo ed entusiasta frequentatore, negli anni '70. Lo ha fatto scrivendo nel dettaglio ogni singolo condimento essenziale, così come mettendo su carta le diverse proposte di cibi western su celluloide serviti a quel tempo. È questo il suo vero interesse personale - senza pari, profondo, attraente, gustoso, succoso e inebriante - per gli Spaghetti Western, la cui ricetta originale e unica fu creata da un duo Italiano di eccezionali Masterchef: Sergio Leone ed Ennio Morricone. Una ricetta che Wilson ha conservato con cura, anche con il passare del tempo e delle mode volatili su alcuni ingredienti essenziali. Dopo aver atteso per decenni con pazienza l'ora esatta, dopo una intensa lievitazione e maturazione, Vieira offre ai suoi numerosi e affezionati clienti, in un banchetto, questo suo piatto prelibato, che si fa notare per il suo elevato aroma e ottimo sapore, e soprattutto per il suo contenuto sorprendente, senza eguali. Mangia con vero piacere, lettore, questa magnifica alchimia; "Gringo" il cibo letterario brasiliano, che ora sarà finalmente e cerimoniosamente offerto dalla distinta Casa Editrice Red Dragon Publisher Books & Comics, sotto l'egida dell'editore, scrittore e amico Alex Magnos, in un menù eccezionale, senza precedenti e unico, in quattro volumi differenti pieni di vitamine. Per la versione cartacea, quindi, o lettore, informarti sul sito e goditi il piatto quando e come vuoi, questa famosa e unica pasta fatta in casa (una casa tropicale!) e servita al tuo domicilio. "Gringo" è il piatto sfornato seguendo le migliori ricette italiane, accompagnandolo con la mia ottima e abbondante salsa brasiliana, in modo da potere così offrire una pietanza veramente senza precedenti, per il pieno godimento dei miei innumerevoli e famelici clienti. Buon appetito e serviti a tuo agio, lettore, con il BANG! BANG! all’Italiana. Dopo il fumetto ora c'è anche la narrativa. Come conferma Alex Magnos, editore della Rede Dragon, Gringo è una lettura densa! L'Old Wild West è molto ben rappresentato in questo libro in tutti i suoi aspetti.  

RECEITA PARA ESPAGUETE WESTERN À MODA VIEIRA

Wilson Vieira contudo, guardou e trouxe em sua bagagem pessoal, a seleta criatividade culinária, retornando ao País, certo hábito inspirador, bem característico, intrigante e inesquecível adquirido em cinemas lotados de fãs, da Velha Bota, do qual era um assíduo atento e entusiasta participante, lá pelos anos 70. Anotando detalhadamente, os seus temperos essenciais, bem como, as diferentes propostas alimentares, servidas naquela época.
É o seu inigualável e profundo interesse pessoal, pelo atrativo, saboroso, inebriante e suculento SPAGHETTI WESTERN; cuja receita original e única, criada por uma dupla Italiana de excepcionais Masterchefs; Sergio Leone e Ennio Morricone, o qual preservou cuidadosamente mesmo, com o passar do tempo e dos modismos voláteis de alguns ingredientes, aguardando por décadas pacientemente, o exato momento, após intensa levitação e maturação, ofertá-la aos seus inúmeros e fiéis clientes, num banquete, do mais elevado aroma, sabor e principalmente, com o seu surpreendente conteúdo, bem diferenciado. Ingira prazerosamente, essa magnifica alquimia alimentar Literária, que será agora finalmente e cerimoniosamente, oferecida pela notável RED DRAGON PUBLISHER™, do escritor, editor e amigo Alex Magnos, num excepcional, inédito e exclusivo cardápio, em quatro variados e vitaminados volumes; em duas formas, para a sua melhor comodidade de aquisição: a versão brochura ou a versão eBook, a escolha delivery, é exclusivamente sua, portanto informe-se, no site e saboreie,   quando e como quiser, essa famosa e única macarronada caseira, servida à la carte.   
GRINGO é o prato resultante, desta rara, nutriente e fumegante iguaria, juntamente com o meu apetitoso e abundante, molho pessoal, caseiro, bem marcante, tornando-se assim, verdadeiramente inigualável, para o deleite total, de seus incontáveis fregueses.   


Bom apetite e sirvam-se à vontade, do bangue-bangue à Italiana; agora também escrito. 

"GRINGO, é uma leitura densa! O Old Wild West, está muito bem representado, neste livro, em todos os seus aspectos." Confirma Alex Magnos - editor da Red Dragon Publisher

GRINGO: LETTERATURA SPAGHETTI WESTERN IN QUATTRO VOLUMI

Romanzieri e narratori di miti scrivevano toccando tutti i generi: episodico ed eccentrico, drammatico ed eroico, etc., dando vita a quell'immagine superficiale di un selvaggio West che ha da sempre affascinato ogni nuova generazione in tutto il mondo. Noi storici mettiamo in discussione i drammi esagerati e l'eroismo del West, negandone sia l'aspetto esageratamente "barbaro" con il quale è stato talvolta dipinto, sia la presunta missione civilizzatrice. Oggi questa ricerca sulla Storia dei Pionieri e sulle origini economiche e sociali degli Stati Uniti d'America rimane ancora oggetto di innumerevoli e infiniti studi. Ma la conquista dell'Old Wild West fu innanzi tutto, innegabilmente, opera di poveri immigrati. Non importa quale fosse la condizione sociale, né i titoli di nobiltà: ogni pioniere sperimentava diverse capacità di sopravvivenza nella vita quotidiana, miserabile e reale, del West. Gringo è una di quelle innumerevoli divagazioni su quel tema emozionante e affascinante che rimane ancora inesauribile e misterioso: l'Old American West, in letteratura.
Nel primo volume inizia un'avventura realisticamente descritta, in un'epoca selvaggia in cui la legge era semplicemente una parola insignificante e nella terra cruda in cui l'arma divenne l'unica giustizia possibile. L'eroe classico idealizzato dal western, in letteratura e nei fumetti, di solito è rispettoso verso le donne, cortese con gli umili abile e preparato a combattere contro i suoi nemici - sempre nel rispetto delle regole di un gioco leale, Ed è soprattutto un vincitore. Gringo, credetemi, no! Non scrivo per creare eroi: anzi in in effetti tutt'altro, e soprattutto per questo personaggio. Lui rompe con tutte queste monotonie letterarie; lui non è assolutamente questo tipo di personaggio stereotipato, specialmente quando trova davanti a sé un parente brutalmente assassinato.

Uscendo dalle ceneri della sanguinaria Guerra di Secessione questo sopravvissuto porta con sé, nelle sue avventure, i segni di un passato orribile, ricordando le terribile battaglie alle quali ha partecipato, battaglie che hanno diviso il Paese, uccidendo migliaia di uomini come lui. Gringo inizia a svelare la tua personalità, vera e complessa, attraverso le pagine di questa serie. Sì, caro lettore: il Selvaggio Vecchio West è tornato, da leggere in quattro volumi sensazionali con quattro capitoli in ogni volume. "Gringo" è una lettura agile, vibrante, con molta azione dall'inizio alla fine, con storie autoconclusive ma interconnesse; qui si trasferiscono e si materializzano, nei testi, gli eccellenti film western italiani, con il tema del mondo vero ed emozionante. Sono gli Spaghetti Western. Gringo è la vera immagine dell'uomo del Dopoguerra che cerca di superare la violenza, l'odio e la sete di vendetta, volendo soltanto sopravvivere, giorno dopo giorno. La morte lo ha respinto ma può ancora prenderlo in qualsiasi momento. Accompagna Gringo nella sua cavalcata solitaria e incessante in questo ambiente ostile mentre ancora è vivo! Un vero Spaghetti Western brasiliano pubblicato in libri di narrativa Un mezzosangue senza nome... arriba... Gringo!


PROJETO/PROPOSTA DA SÉRIE GRINGO.
LITERATURA SPAGHETTI WESTERN, EM QUATRO VOLUMES. 

Romancistas e Criadores de mitos escreveram sob as formas; episódicas e excêntricas, dramáticas e heroicas, dando vida àquela imagem superficial de um Oeste Selvagem, que fascina gerações no mundo inteiro.
Nós historiadores contestamos os dramas, e o heroísmo exagerados, negando, tanto o aspecto bárbaro quanto a missão civilizadora, porque suas críticas não podem se radicalizarem na objetividade, entre a Lenda e a Realidade sobre o Velho Oeste Americano e seus personagens.
Atualmente esta busca, de retornar aos tempos da História dos pioneiros e as origens econômicas e sociais dos Estados Unidos da América, ainda permanecem como objeto de inúmeros e infindáveis estudos.
Mas, a conquista do Velho Oeste foi, antes de tudo, uma obra de imigrantes pobres, inegavelmente.
Lá não importava a condição social, nem os títulos de nobreza; cada um contava com as próprias capacidades de sobrevivência, no miserável e realista dia-a-dia.
GRINGO é uma dessas inúmeras divagações, sobre o empolgante e fascinante tema, que permanece ainda hoje, inesgotável e misterioso; o Western, em Literatura.
Começa aqui uma aventura, descrita realisticamente; numa época selvagem, onde a lei era simplesmente uma palavra insignificante e na terra bruta, onde a arma tornava-se, a única justiça possível.
O clássico e idealizado herói do Faroeste em Literatura, normalmente é; respeitoso com as mulheres, cortês com os humildes, hábil e preparado para combater seus inimigos, sempre respeitando as regras de um jogo leal e, sobretudo, é um vencedor. 
GRINGO não; simplesmente porque eu não escrevo, para criar heróis; na verdade, bem longe disso.
Ele não é, absolutamente, este tipo de personagem estereotipado, principalmente quando encontra, o seu irmão, brutalmente assassinado.
Saído das cinzas da famigerada e sanguinária Guerra de Secessão, este sobrevivente Unionista, traz consigo, as marcas de um passado sangrento.
Inicie a desvendar, a sua verdadeira e complexa personalidade, através desta série original e única.
Sim caro leitor, o Velho Oeste voltou, para ser lido, em quatro volumes sensacionais.
GRINGO é uma leitura ágil, vibrante, tendo muita ação do início ao fim, a cada capítulo, com estórias fechadas e interligadas, transferindo e materializando, os excelentes filmes Italianos em textos, com o verdadeiro e empolgante tema mundial; o SPAGHETTI WESTERN.
GRINGO durante suas aventuras relembra também, as terríveis batalhas nas quais participou e que dividiu o País, matando milhares de homens, como ele.
GRINGO é a verdadeira imagem do homem do Oeste pós-guerra, tentando sobrepujar a violência, o ódio e a vingança.
A morte o rejeitou, mas ainda pode levá-lo a qualquer momento.
Acompanhe GRINGO, em sua solitária e incessante cavalgada, neste ambiente hostil, enquanto ele está vivo!
Um verdadeiro spaghetti western brasileiro, em livros.

Um mestiço sem nome...arriba...GRINGO!!



mercoledì 28 marzo 2018

REVISTA MAXI FUMETTI IMPRESSA - NÚMERO 1


Conheça a NOVA REVISTA MAXI FUMETTI - IMPRESSA - NÚMERO 1 (assinaturas com Thadeu Fayad - editor), com o melhor dos quadrinhos Bonelli, matérias, entrevistas, resenhas, curiosidades e novidades. A única revista especializada em quadrinhos Italianos do Brasil.

martedì 20 marzo 2018

RIVISTA DIGITALE FUMETTI #4 - APRILE - MONDO DEL WEST!! LEGGETE ADESSO!!


A única revista brasileira 100% digital e gratuita, especializada em HQs Bonelli e artistas independentes

A maior e melhor edição já feita da fumetti digital! Claro que todo mês esperamos bater essa meta e seguir melhorando e crescendo cada vez mais.
Nessa edição um super especial sobre Dylan Dog, contando desde sua criação até o atual momento na Itália. Isso sem mencionar a entrevista com ninguém menos do seu criador, Tiziano Sclavi e Gigi Cavenago, um dos melhores (senão for o melhor) capista e desenhista do Investigador do Pesadelo. Gigi é o desenhista da primeira graphic novel de Dylan Dog que será lançada no Brasil, pela Mythos, agora em maio.
Para os amantes do Western, EXCLUSIVO no Brasil, “O Mundo do Oeste”, uma série de ensaios sobre o velho Oeste escrito por Wilson Vieira para um dos maiores portais especializados em quadrinhos Bonelli, a Dime Web. Parceria mais do que especial entre a Revista fumetti e o portal Dime Web. Um trabalho muito bem elaborado entre o Wilson e o Francesco, um dos responsáveis pelo portal, onde ao longo do texto ele relaciona as passagens com edições de Tex, Zagor e demais personagens Bonelli.
Depois de alguns meses de pesquisa e apuração, trazemos uma matéria sobre a formação de preço de capa das HQs vendidas no Brasil, complementando artigos anteriores sobre o custo dos quadrinhos por aqui.
No nosso espaço de quadrinhos independentes, um história exclusiva de Décio Ramírez e outra grande entrevista, dessa vez com Pedro Mauro falando sobre sua HQ Gatilho, que já se tornou um clássico dos quadrinhos nacionais.
Joana Rosa trás a segunda parte de seu artigo sobre as coleções de Tex que já terminaram ou foram canceladas e porque elas ainda movimentam tanto o mercado. E na coluna do Luiz Henrique quadrinhos de terror, uma paixão nacional.
Um super pôster de Gringo, na arte de Marcos Martins!
E fechando a edição, o review de Dampyr da Editora 85, Godless e games de faroeste!
Faça o download já!
Edição em formato página simples, aqui.
E em formato de páginas duplas, aqui.
Boa leitura!

venerdì 2 febbraio 2018

RED DRAGON PUBLISHER - GRINGO LIBRI - 4 VOLUMI - WILSON VIEIRA

 

Wilson Vieira colabora mensalmente, desde 2013, com o site Italiano: DIME WEB (QUADERNI BONELLIANI) Cadernos Bonellianos, dos amigos, Francesco Manetti e Saverio Ceri, escrevendo ensaios mensais, sobre a História do Oeste Americano, para os incontáveis fãs Bonellianos, ou não. Expressando assim, o seu apreço e profundos estudos históricos, pelo tema Western e tudo que o envolve, numa intrincada combinação de; dados, nomes, biografias, locais, acontecimentos e suas respectivas datas e fatos.

Wilson Vieira contudo, guardou e trouxe em sua bagagem pessoal, a seleta criatividade culinária, retornando ao País, certo hábito inspirador, bem característico, intrigante e inesquecível adquirido em cinemas lotados de fãs, da Velha Bota, do qual era um assíduo atento e entusiasta participante, lá pelos anos 70. Anotando detalhadamente, os seus temperos essenciais, bem como, as diferentes propostas alimentares, servidas naquela época.
É o seu inigualável e profundo interesse pessoal, pelo atrativo, saboroso, inebriante e suculento SPAGHETTI WESTERN; cuja receita original e única, criada por uma dupla Italiana de excepcionais Masterchefs; Sergio Leone e Ennio Morricone, o qual preservou cuidadosamente mesmo, com o passar do tempo e dos modismos voláteis de alguns ingredientes, aguardando por décadas pacientemente, o exato momento, após intensa levitação e maturação, ofertá-la aos seus inúmeros e fiéis clientes, num banquete, do mais elevado aroma, sabor e principalmente, com o seu surpreendente conteúdo, bem diferenciado. Ingira prazerosamente, essa magnifica alquimia alimentar Literária, que será agora finalmente e cerimoniosamente, oferecida pela notável RED DRAGON PUBLISHER™, do escritor, editor e amigo Alex Magnos, num excepcional, inédito e exclusivo cardápio, em quatro variados e vitaminados volumes; em duas formas, para a sua melhor comodidade de aquisição: a versão brochura ou a versão eBook, a escolha delivery, é exclusivamente sua, portanto informe-se, no site e saboreie,   quando e como quiser, essa famosa e única macarronada caseira, servida à la carte.   
GRINGO é o prato resultante, desta rara, nutriente e fumegante iguaria, juntamente com o meu apetitoso e abundante, molho pessoal, caseiro, bem marcante, tornando-se assim, verdadeiramente inigualável, para o deleite total, de seus incontáveis fregueses.   

Bom apetite e sirvam-se à vontade, do bangue-bangue à Italiana; agora também escrito. 


Ricetta per gli Spaghetti Western alla Vieira


Wilson Vieira ha salvato e portato nel suo bagaglio personale, ritornando nel suo Paese, il Brasile, dopo sette anni passati in Italia a studiare e lavorare nel Staff di IF di Gianni Bono, anche una ben selezionata creatività culinaria, e qualche altra abitudine stimolante, intrigante e indimenticabile acquisita negli affollati cinema italiani, dei quali è stato un attento, assiduo ed entusiasta frequentatore, negli anni '70. Lo ha fatto scrivendo nel dettaglio ogni singolo condimento essenziale, così come mettendo su carta le diverse proposte di cibi western su celluloide serviti a quel tempo. È questo il suo vero interesse personale - senza pari, profondo, attraente, gustoso, succoso e inebriante - per gli Spaghetti Western, la cui ricetta originale e unica fu creata da un duo Italiano di eccezionali Masterchef: Sergio Leone ed Ennio Morricone. Una ricetta che Wilson ha conservato con cura, anche con il passare del tempo e delle mode volatili su alcuni ingredienti essenziali. Dopo aver atteso per decenni con pazienza l'ora esatta, dopo una intensa lievitazione e maturazione, Vieira offre ai suoi numerosi e affezionati clienti, in un banchetto, questo suo piatto prelibato, che si fa notare per il suo elevato aroma e ottimo sapore, e soprattutto per il suo contenuto sorprendente, senza eguali. Mangia con vero piacere, lettore, questa magnifica alchimia; "Gringo" il cibo letterario brasiliano, che ora sarà finalmente e cerimoniosamente offerto dalla distinta Casa Editrice Red Dragon Publisher Books & Comics, sotto l'egida dell'editore, scrittore e amico Alex Magnos, in un menù eccezionale, senza precedenti e unico, in quattro volumi differenti pieni di vitamine. Per la versione cartacea, quindi, o lettore, informarti sul sito e goditi il piatto quando e come vuoi, questa famosa e unica pasta fatta in casa (una casa tropicale!) e servita al tuo domicilio. "Gringo" è il piatto sfornato seguendo le migliori ricette italiane, accompagnandolo con la mia ottima e abbondante salsa brasiliana, in modo da potere così offrire una pietanza veramente senza precedenti, per il pieno godimento dei miei innumerevoli e famelici clienti. Buon appetito e serviti a tuo agio, lettore, con il BANG! BANG! all’Italiana. Dopo il fumetto ora c'è anche la narrativa. Come conferma Alex Magnos, editore della Rede Dragon, Gringo è una lettura densa! L'Old Wild West è molto ben rappresentato in questo libro in tutti i suoi aspetti.  




ANIMAÇÃO DE THADEU FAYAD











EU NÃO ESCREVO, PARA CRIAR HERÓIS...ARRIBA GRINGO EM LIVROS - FICÇÃO BRASILEIRA/HISTÓRICA!!

Saído das cinzas de uma guerra civil, um mestiço leva consigo as marcas de um passado sangrento. A morte o rejeitou, mas ainda pode levá-lo a qualquer momento. E isso significa enfrentar a crueldade, o ódio, a vingança e os fantasmas da mente. Porém não procura desforras ou redenção; somente e simplesmente sobreviver. Acompanhe GRINGO um cavaleiro solitário, enquanto ele está vivo. Os tradicionais heróis do Wild Old West, estão sempre prontos a enfrentarem seus inimigos, respeitando as regras de um jogo leal. GRINGO não. Ele não é esse tipo de herói idealizado; absolutamente, o cabeludo, rompe totalmente, com a mesmice. Um verdadeiro spaghetti western brasileiro em livros. Um mestiço sem nome...arriba...GRINGO!!

GRINGO - VOLUME 1 
- MORTE MESTIÇA
- BANDOLEROS
- HOSSO INJUNS
- AÇO DAS BAIONETAS



Ficha Técnica
Volume: 1 (de 4)
Gênero: Faroeste, Western, Spaghetti Western
ISBN: 978-85-69097-28-0

Ficção Brasileira/Histórica
Páginas: 284
Edição: 1 (Maio, 2018)
Formato: 15x23cm
Acabamento: Brochura com orelhas
Tipo de papel: Cartão 250g (capa), Polen 80g (miolo)


PROJETO/PROPOSTA DA SÉRIE GRINGO.
LITERATURA SPAGHETTI WESTERN, EM QUATRO VOLUMES. 

Romancistas e Criadores de mitos escreveram sob as formas; episódicas e excêntricas, dramáticas e heroicas, dando vida àquela imagem superficial de um Oeste Selvagem, que fascina gerações no mundo inteiro.
Nós historiadores contestamos os dramas, e o heroísmo exagerados, negando, tanto o aspecto bárbaro quanto a missão civilizadora, porque suas críticas não podem se radicalizarem na objetividade, entre a Lenda e a Realidade sobre o Velho Oeste Americano e seus personagens.
Atualmente esta busca, de retornar aos tempos da História dos pioneiros e as origens econômicas e sociais dos Estados Unidos da América, ainda permanecem como objeto de inúmeros e infindáveis estudos.
Mas, a conquista do Velho Oeste foi, antes de tudo, uma obra de imigrantes pobres, inegavelmente.
Lá não importava a condição social, nem os títulos de nobreza; cada um contava com as próprias capacidades de sobrevivência, no miserável e realista dia-a-dia.
GRINGO é uma dessas inúmeras divagações, sobre o empolgante e fascinante tema, que permanece ainda hoje, inesgotável e misterioso; o Western, em Literatura.
Começa aqui uma aventura, descrita realisticamente; numa época selvagem, onde a lei era simplesmente uma palavra insignificante e na terra bruta, onde a arma tornava-se, a única justiça possível.
O clássico e idealizado herói do Faroeste em Literatura, normalmente é; respeitoso com as mulheres, cortês com os humildes, hábil e preparado para combater seus inimigos, sempre respeitando as regras de um jogo leal e, sobretudo, é um vencedor. 
GRINGO não; simplesmente porque eu não escrevo, para criar heróis; na verdade, bem longe disso.
Ele não é, absolutamente, este tipo de personagem estereotipado, principalmente quando encontra, o seu irmão, brutalmente assassinado.
Saído das cinzas da famigerada e sanguinária Guerra de Secessão, este sobrevivente Unionista, traz consigo, as marcas de um passado sangrento.
Inicie a desvendar, a sua verdadeira e complexa personalidade, através desta série original e única.
Sim caro leitor, o Velho Oeste voltou, para ser lido, em quatro volumes sensacionais.
GRINGO é uma leitura ágil, vibrante, tendo muita ação do início ao fim, a cada capítulo, com estórias fechadas e interligadas, transferindo e materializando, os excelentes filmes Italianos em textos, com o verdadeiro e empolgante tema mundial; o SPAGHETTI WESTERN.
GRINGO durante suas aventuras relembra também, as terríveis batalhas nas quais participou e que dividiu o País, matando milhares de homens, como ele.
GRINGO é a verdadeira imagem do homem do Oeste pós-guerra, tentando sobrepujar a violência, o ódio e a vingança.
A morte o rejeitou, mas ainda pode levá-lo a qualquer momento.
Acompanhe GRINGO, em sua solitária e incessante cavalgada, neste ambiente hostil, enquanto ele está vivo!
Um verdadeiro spaghetti western brasileiro, em livros.

Um mestiço sem nome...arriba...GRINGO!!






 Primeiras imagens promocionais da bela obra GRINGO de WILSON VIEIRA que será publicada pela Red Dragon Publisher

           Ilustração e concepção visual (provisória) da primeira capa por Marcos Martins Art
                                     Concepção visual (aprovada) do logotipo por Alex Magnos 


Arriviamo così alla 54a puntata della "Storia del West" scritta dal nostro amico e collaboratore carioca Wilson: ne leggerete delle belle (cioè delle brutte)! Vi anticipiamo fin d'ora che uno dei prossimi interventi di Vieira su Dime Web sarà dedicato a GRINGO, suo personaggio western, pubblicato a fumetti in Brasile nel 2006 e adesso protagonista di libri di narrativa! Prima di lasciarvi alla lettura vi ricordiamo che tutte le immagini non bonelliane sono state scelte e posizionate nel testo dallo stesso Vieira. (s.c. & f.m.)





 

Reforçando ainda mais a parceria entre a Revista fumetti. e a Confraria Bonelli antecipadamente está no ar a nova edição da revista eletrônica sobre quadrinhos Bonelli!
Nesta edição, um grande especial sobre quadrinhos independentes brasileiros. Você irá conhecer Saint Alamo e seu universo de “bichinhos” que estão longe de serem fofos e gentis e que deixariam Tarantino e Garth Ennis assustados.
São muitas entrevistas e material de alta qualidade produzida por nossos artistas brazucas e que muitas vezes não chegamos nem a conhecer. Descubra o Nanquim Arretado, o GRINGO e muitas outras ações fantásticas.
Joana Rosa apresenta a primeira parte de seu artigo sobre as coleções de Tex que já terminaram ou foram canceladas e porque elas ainda movimentam tanto o mercado. Temos a chegada do Luiz Henrique nosso mais novo colunista, mostrando que nossa ligação com os quadrinhos Italianos vem de longa data.
Pra fechar a edição, duas entrevistas especialíssimas em comemoração ao retorno de Dylan Dog e Martin Mystère, Aurélio Mioto bateu um papo com Giuseppe Montanari, desenhista de Dylan Dog e em parceria com o Aurélio, eu bati um papo com Lucio Filippuccidesenhista de Martin Mystère.

RIVISTA ELLETRONICA - FUMETTI 2 - DI THADEU FAYAD - INTERVISTA WILSON VIEIRA




Está no ar a sua nova revista eletrônica sobre quadrinhos!
Em parceria com a Confraria Bonelli, o editor Thadeu Fayad, traz o mais novo número da Fumetti!
Nesta edição, o espinhoso mercado editorial é abordado num especial sobre o tema, sem contar na exclusiva matéria sobre Diabolik! Pino Rinaldi e Wilson Vieira falaram exclusivamente ao editor!
E vocês ainda vão conferir um super presente de Mike Deodato!
Não fique sem a edição #02!

mercoledì 8 novembre 2017

lunedì 14 agosto 2017

XIX BALKANSKA SMOTRA MLADIH STRIP AUTORA - WILSON VIEIRA



WILSON VIEIRA, BETO NASCIMENTO, FRANCIS ORTOLAN, OZEIAS DE FREITAS, AHAB AGUIAR, RENATO MELO, WILL COSTA, AD GOMES E OZZIE FREITAS- PARTICIPARAM  COM SUAS ARTES DA XIX MOSTRA (BALKANSKA SMOTRA MLADIH STRIP AUTORA) REALIZADA NA SÉRVIA EM LESCOVAK DE 30/06/2017 A 02/07/2017; COMO ARTISTAS DESENHISTAS DO RESTO DO MUNDO.


OBRIGADO CARO AMIGO Marko Stojanovic, POR SEU GENTIL CONVITE; EXPOSIÇÃO E PUBLICAÇÃO.



OSTATAK SVETA Hu Zhigang, Kina Derek Woo, Kina Jang Rae, Kina Min-Woo Kim, Južna Koreja Yang Rae, Južna Koreja Ishizuka Daisuke, Japan Shinnosuke Itoh, Japan Abel Chen, Tajvan Kris Pongpat, Tajland Eegii Bogii, Mongolija Shemal Shukur, Irak Tarik Bedijan, Sirija Ameur Makloui, Maroko Shergath M. Cherkaoui, Maroko Jeffery Oyem, Nigeria Toyin Ajetunmobi, Nigerija Somto Ajuluchukwu,Nigerija Tim Vareta, Malavi Geofacy Mafoa, Kongo Koi Ofosu, Gana Toto Dwi Hariyanto, Indonezija Marthin Anthony L. Millado, Filipini Beto Nascimento, Brazil Wilson Vieira, Brazil Francis Ortolan, Brazil Ozeias de Freitas, Brazil Ahab Aguiar, Brazil Renato Melo, Brazil Will Costa, Brazil AD Gomes, Brazil Ozzie Freitas, Brazil Facundo Casadey, Argentina Carlos Gomez, Argentina Luis Gimenez, Argentina Jrwolf Wolf, Argentina B'Z Khong, Malezija Mohd Nizam Bin Jamil, Malezija Juan Sebastian Pinzon, Kolumbija Tato Kabalero, Meksiko R.B.White, Kanada Ričard D.Nolan, Kanada Gord Merritt, Kanada Mark Hulet, Kanada Beau Smith, SAD Steve Stormoen, SAD Erick Freitas, SAD Marco Della Verde, SAD Colin Cheney, SAD Brittany Lewis, SAD Danny Miki, SAD Garth Mathams, SAD Bernard Chong, SAD Cullen Bunn, SAD Greg Pak, SAD Christopher Priest, SAD Dan Jurgens, SAD Richard Jililngs, SAD Ralph E. Laitres, SAD Jose Varese, SAD Milenko Tunjić, Australija Nauar Aldžameili, Bahrein Martin A Perez, Urugvaj Fernando Guzman, Urugvaj Dario Brabo, Urugvaj Huan Kamindor, Urugvaj Sebastain Navas, Urugvaj Tailbox, Urugvaj Luis Suarez, Urugvaj Aleksija Vorhol, Urugvaj Dee Fish, Urugvaj William Gezzio, Urugvaj.

Thank you, dear Wilson, you`re works are great and I remember seeing some of them when I was just a child! iT`S AN HONOR EXHIBITING YOU!

Organizator: Udruženje ljubitelja stripa i pisane reči „Nikola Mitrović Kokan“ Suorganizator: Leskovački kulturni centar Organizacioni odbor: Marko Stojanović, Miloš Cvetković, Ivan Stojanović Fiki, Peter Bollen Za izdavača: Marko Stojanović Urednik kataloga: Marko Stojanović Pomoćnik urednika: Ivan Veljković Tehnički urednik kataloga: Marjan Milanov Autori naslovne strane: Kristijan Darstar i Andrei Tabakeru Tehnički urednik skrepbuka: Marko Serafimović Dizajn plakata: Jurica Dikić i Milutin Pavićević. Prijatelji manifestacije: TV Leskovac, SIICNiš, FOTO KLUB Leskovac, NARODNI MUZEJ Leskovac, Striparnica Južni Darkwood-Niš, Učiteljsko društvo Leskovac, Politikin Zabavnik, Stripoteka, Nova naša reč, Srboljub Serafimović Beli, Toner sevis Srboljub Milosavljević, Sindikat Obrazovanja Srbije-Regionalni centar Leskovac, OŠ Josif Kostić, Jurica Dikić, Bojan Debenak, Marjan Milanov, Zlatibor Stanković, Nikola Milićević, Aleksandar Ničić, Ninoslav Miljković, Vladimir Vukašinović, Milorad Vicanović Maza, Dražen Kovačević, Klub knjižare Stošić, Slobodan Stojanović, Murphy’s pub, Škola za tekstil i dizajn, Centar za ekonomiku domaćinstva “Danica Vuksanović”, Aleksandar Anđelković, Miloš Stojanović, Sveta Pejić.

This year the festival will also be competitive, and the best in the categories of young comic artists, illustrator, comic strip writer and theoretician in the Balkans will receive plaques with the image of Nikola Mitrovic Kokan. Also, the second best in all four categories will also be awarded with Diplomas... There will be a Diploma for the best rookie, and there will also be an award for the contribution to the Serbian comic, whose winner will be the president of the three-member jury awarding the other prizes. The received works will be presented in the Gallery of Leskovac Cultural Center and their authors will receive Certificate of gratitude for participation in the festival as well as the mention in the catalog that each participant will receive. As part of the event which will last three days, there will be several lectures, public class drawing in the lobby of the Leskovac Cultural Center, projections of animated films and documentaries, the promotion of several comic magazine (from the country and from abroad) and a book on comic books, as well as panel discussions, public interviews and round tables.
As for the propositions for participating in the competition, they are as follows: the term young author means those authors under thirty years of age, and all who meet this basic requirement are free to present their works to the jury in any of the four categories. The older authors may also exhibit their works, and they are indeed invited to do so in order to set the example for the younger artists, but they will not enter the competition for awards. ). Award-wise, only Balkan-based authors can compete, but anyone from around the world can be part of the exhibit (on the Eighteenth Balkans festival of young comics creators in 2016, for example, authors from 41 countries from six continents had their works on display). In the category of illustration you can apply illustrations in color and black and white illustrations alsike. The comic scenarios and theoretical texts should be submitted typed. One can also submit a finished and completed comic that is based on a scenario. The pages doesn`t have to be from a complete comic, and one can participate with as many works as one likes. Also, the work(s) you are submitting does not have to be done specifically for our festival or done during last year. It is only important that it has not been exhibited in The Balkans festival of young comics creators before. Note: It is important to clearly state one`s age so as to avoid all possible misunderstandings.
This notification is therefore a call for participation to all young comics authors, comic schools and comics workshops operating in the Balkans; Leskovac school of comics will do our best to be the best possible host for all guests.


lunedì 7 agosto 2017

 Entrevista: Wilson Vieira

Por Eloyr Pacheco 
02/07/2005

Wilson Vieira é um batalhador (venceu no exterior como desenhista de Histórias em Quadrinhos mas é pouco conhecido aqui no Brasil) corajoso (deixou tudo aqui para morar sozinho na Itália e depois, de volta ao Brasil, deixou o trabalho de desenhista e professor para se dedicar somente aos roteiros). Ele mesmo mandou um e-mail para o site SoBReCarGa procurando divulgar Cangaceiros - Homens de Couro, que me foi repassado. Imediatamente interessei-me pelo seu trabalho e lhe escrevi. Wilson me respondeu prontamente e combinamos uma entrevista. O resultado do nosso papo você pode conferir a seguir.

Eloyr Pacheco - Como foi que você decidiu ir para a Itália e acabou trabalhando com personagens como Diabolik, Tarzan e Homem-Aranha?


Wilson Vieira - Decidi ir para lá, estudar inicialmente História/Arqueologia, mas acabei, por inúmeros motivos, estudando Artes. Quanto aos personagens citados, foi uma simples conseqüência de trabalhos que me foram propostos pelo Staff di If. Desenhava-se o que caía nas mãos: super-herói, western, aventura, terror, ficção, etc...

Como você encarava a produção de gêneros tão distintos? Você trabalhava com mais de um estilo de arte?

Encarava com muita naturalidade, pois fomos muito bem treinados para isso; fazer estilos diferentes nos dava até um sopro novo de criatividade. Sim trabalhava, não só eu, mas todos os artistas do Staff di If, que era conhecido por sua versatilidade e competência. Só para o conhecimento de todos, eu nunca fiquei sem um dia de trabalho durante os anos que lá desenhei. Trabalhávamos com total liberdade, respeitando sempre a data de entrega dos trabalhos.

Eu gostaria de saber um pouco mais sobre a série western Gringo; os desenhos me chamaram a atenção. As histórias do personagem ficaram inéditas?

Bem, do Gringo só foi desenhada a primeira história (75 páginas) e feito, também, uma animação para a apresentação do mesmo às editoras. Sim, ambos são inéditos. Gringo, agora transformou-se no projeto Gash com 16 histórias, que já escrevi e estou vertendo para a língua Italiana. O personagem terá a sua representação gráfica baseada na imagem de um ator ítalo-brasileiro; Gash adora o café brasileiro e não faz o gênero de herói... pois é uma cria da Guerra Civil Americana... confio muito nessa série, é uma proposta de western séria e diferente dos demais já publicados.

Ator Ítalo-brasileiro... (Hã?!) Você não pode dizer quem é? Você vendeu o projeto de Gringo(hoje Gash), para a Itália?

Claro que posso... é o Antony Steffen... o nosso Antonio de Teffe, ele fez vários spaghetti-western, sua figura lembra muito o Clint Eastwood, só que numa versão mais bruta. Não, o projeto Gash não foi vendido ainda, espero com muita ansiedade que um bom desenhista brasileiro encare esse desafio comigo, em parceria, ou seja fazer um trabalho digno de exportação, se não, aí sim, tentarei um desenhista italiano... o que seria um pecado, pois temos talento de sobra para realizarmos esse projeto. Agora é só esperar, para ver! 

Contar a história de Lampião em vinte volumes é realmente um grande desfio. Como é o projeto Homens de Couro? Todos os volumes estão desenhados?


Cangaceiros - Homens de Couro, é um projeto para 20 ou mais volumes, já escrevi 4 histórias (fechadas) e estamos na dependência dos resultados comerciais do primeiro volume, para prosseguirmos com o projeto e com desenhistas diversos.


Optar por deixar de desenhar para se dedicar somente aos roteiros é uma decisão difícil. Entendo que o trabalho de pesquisa para o Cangaceiros deve ter tomado muito do seu tempo e da sua energia, o que deve tê-lo levado a essa decisão. Valeu a pena?

Com o tempo como desenhista, tive (óbvio) que ilustrar propostas de vários roteiristas. Pouco a pouco, fui sentindo a necessidade de criar meus próprios personagens, de ter um envolvimento maior com as histórias, pesquisar linguagens, ambientes diversos, diferentes épocas com seus usos e costumes. Isso me interessou muito mais... daí a escolha. E não foi nada difícil não, mas sim, muito prazeroso... puxa, se valeu a pena e como!

Como surgiu a sua parceria com o CLUQ - Clube dos Quadrinhos?


A parceria duradoura com o CLUQ, surgiu no final dos anos 1980, quando conheci seu editor, o jornalista Wagner Augusto, portanto é um "casamento" com mais de 20 anos de convivência... daí surgiu a publicação do Cangaceiros, minhas traduções de Ken Parker e espero que continue assim... pois temos a mesma afinidade de idéias, valores e visão de mundo, sob a ótica das HQS.


O Bigorna agradece a Wilson Vieira pela entrevista (concedida em 4 de dezembro de 2004).